UMA PROPOSTA PARA A UTILIZAÇÃO DA ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA  NO APRIMORAMENTO DE FUNÇÕES COGNITIVAS: UM ESTUDO DE CASO

UMA PROPOSTA PARA A UTILIZAÇÃO DA ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA  NO APRIMORAMENTO DE FUNÇÕES COGNITIVAS: UM ESTUDO DE CASO

Objetivo: Este trabalho objetivou investigar se o uso da Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) melhora a eficácia de funções neuropsicológicas como: a memória e as funções executivas.

Materiais e métodos: A Estimulação Magnética Transcraniana é uma técnica não invasiva, praticamente indolor e baseada em um campo magnético variável, que pode ser utilizada em seres humanos conscientes, sem acarretar quaisquer riscos à saúde, desde que os indivíduos não possuam implantes ou placas metálicas nas regiões cerebrais e adjacentes. Esta técnica possibilita a geração de aumento da atividade das áreas estimuladas, bem como a diminuição da mesma, facilitando mudanças no comportamento e melhoras cognitivas e de humor, permitindo a investigação destes aspectos de forma mais estruturada e precisa. Neste trabalho é apresentado o uso da EMT em uma paciente, que, antes e após o seu uso, foi submetida à aplicação de testes neuropsicológicos para aferição das funções cognitivas: memória e funções executivas.

Resultados e conclusão: Nos resultados, pôde-se perceber um aumento na pontuação dos testes posteriormente aplicados às dez (10) sessões de EMT as quais a participante foi submetida, bem como, uma melhoria nos quadro de enxaqueca e depressão relatados pela mesma.

Estudos futuros: Diante de limitações técnicas e amostrais, espera-se que trabalhos como este possam abrir novas perspectivas e possibilidades no campo da Neuropsicologia, na medida em que forneçam elementos para o aprofundamento do conhecimento sobre as correlações entre cognição e estimulação do córtex através da Estimulação Magnética Transcraniana e no aprimoramento de funções neuropsicológicas para eficácia na aprendizagem.

Palavras-chave: Estimulação Magnética Transcraniana; Neuropsicologia; Memória; Funções Executivas.

 

Editado por Letícia F. Graça

Último ano de graduação em Psicologia - UniCEUB

leticia.fig12@gmail.com

31/08/2018